Brasil recicla só 3,7% dos resíduos sólidos
Nova Ambiental apoia empresas clientes na implantação de padrões de excelência ambiental e de sustentabilidade em suas unidades de negócio.

O nível médio de transformação e reciclagem dos resíduos sólidos no Brasil ainda é muito baixo, não passa de 3,7%, segundo aponta o Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (ISLU), edição 2019.

Esse cenário de subaproveitamento do enorme volume de materiais descartados pela sociedade civil, pelo poder público e pelo setor produtivo do país causa severos impactos ambientais, danos à saúde pública e grandes prejuízos financeiros à nação.

O ISLU, pesquisa que já está em sua quarta edição, tem como objetivo mensurar o grau de adesão das cidades brasileiras às metas e diretrizes da Política Nacional de Resíduos Sólidos/PNRS (Lei Nº 12.305/2010).

A PNRS, que recentemente completou uma década, é a legislação que determina a destinação adequada de cada tipo de resíduo sólido – proveniente dos lares, limpeza urbana, processo industrial, comércio, hospitais, escolas, shoppings e de toda atividade que gera material residual de descarte.

A lei federal promulgada em 2010 também estabelece responsabilidades e formas de cooperação entre o poder público, o setor privado e a sociedade civil no sentido de aperfeiçoar a proteção do meio ambiente, garantir a saúde pública e a sustentabilidade.

Os Lixões e o PGIRS

Além do baixo nível médio de reciclagem, o ISLU alerta que mais da metade dos 5.570 municípios brasileiros ainda encaminham seus resíduos sólidos de maneira inadequada aos “lixões” e que a maioria das cidades ainda está longe de possuir o seu Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PGIRS).

Tanto o já vencido prazo estipulado para a erradicação dos lixões (agosto de 2014), quanto a elaboração do PGIRS pelas cidades brasileiras, foram diretrizes ambientais estabelecidas pela PNRS. Porém, infelizmente, ainda são medidas que estão distantes de serem efetivamente cumpridas no território nacional.

O Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana (Selurb), que replica no Brasil a metodologia adotada pelo programa Illegal Dump Free PA, calcula que o custo para remediar a poluição gerada por lixões pode chegar a ser 34 vezes mais cara que a destinação adequada.

O Illegal Dump Free PA  é um programa desenvolvido no estado americano da Pensilvânia (EUA) para combater os despejos de resíduos nos cerca de 6.500 locais ilegais de descarte (lixões) identificados em seu território.

Resíduos Sólidos x Rejeitos

Em seu texto, a Política Nacional de Resíduos Sólidos/PNRS explica a diferença entre os resíduos sólidos (aqueles passíveis de reciclagem, transformação em novos materiais ou fontes alternativas de energia) e os rejeitos (resíduos sem possibilidade de reutilização, que necessitam ser encaminhados e dispostos em aterros sanitários legalizados).

As definições para as duas modalidades de resíduos estão dispostas no capítulo 2 da PNRS. Sãs as seguintes:

Rejeitos: resíduos sólidos que, depois de esgotadas todas as possibilidades de tratamento e recuperação por processos tecnológicos disponíveis e economicamente viáveis, não apresentem outra possibilidade que não a disposição final ambientalmente adequada;

Resíduos sólidos: material, substância, ou bem descartado resultante de atividades humanas em sociedade, a cuja destinação final se procede, se propõe proceder ou se está obrigado a proceder, nos estados sólido ou semissólido, bem como gases contidos em recipientes e líquidos cujas particularidades tornem inviável o seu lançamento na rede pública de esgotos ou em corpos d’água, ou exijam para isso soluções técnica ou economicamente inviáveis em face da melhor tecnologia disponível;

Gestão Eficaz = Sustentabilidade + Lucros

Cabe salientar que as empresas que otimizam a gestão dos resíduos sólidos, principalmente aquelas do setor industrial, invariavelmente veem suas ações positivas e ecologicamente adequadas convertidas em ganhos como:

• economia substancial de matéria-prima;

• preservação de recursos naturais;

• geração de fontes alternativas de energia;

• redução de custos operacionais;

• prevenção de eventuais multas ambientais e/ou problemas judiciais.

Dessa maneira, essas virtuosas companhias transformam os seus resíduos sólidos – aquilo que muitas companhias consideram “ônus ambiental” – em lucros institucionais e oportunidades de reforçar laços com seus públicos consumidores, dando publicidade às suas práticas éticas e políticas de responsabilidade sócio-ambiental.

Nova Ambiental, a Parceira Ideal

Desde sua criação, em 2002, a Nova Ambiental apoia empresas clientes na implantação de padrões de excelência ambiental e de sustentabilidade em suas unidades de negócio.

Nossa empresa de engenharia ambiental trabalha com a terceirização (coleta e tratamento), consultoria especializada, elaboração de diagnósticos e o monitoramento de serviços diversos como: coprocessamento e incineração de resíduos; gestão de resíduos de serviços de saúde (RSS); transporte de resíduos perigosos; remediação de áreas contaminadas; manufatura reversa de eletroeletrônicos; proteção de marca/descaracterização de resíduos, embalagens, produtos e materiais; e armazenamento temporário de resíduos.

Que tal investir no aprimoramento da gestão ambiental e na melhoria do reaproveitamento dos resíduos sólidos de sua empresa? A Nova Ambiental está preparada para auxiliar a sua empresa na escolha da melhor forma de destinação/tratamento dos resíduos industriais gerados durante o processo produtivo, garantindo a redução de impactos ambientais e a sustentabilidade financeira do seu negócio. Tudo com segurança, qualidade, tecnologia e inovação.

Contate a Nova Ambiental

Descubra as soluções tecnológicas que podem aperfeiçoar a gestão de resíduos da sua empresa e, assim, levá-la a um novo patamar de excelência sustentável.

Aumente o percentual de reaproveitamento dos resíduos industriais da sua companhia, assegurando a ela um diferencial estratégico, competitivo e ambiental.

 

Saiba mais!

O Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (ISLU), edição 2019, é resultado de uma cooperação técnica entre o Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana (Selurb) e a consultoria Pricewaterhouse Coopers (PwC).

O estudo detalhado está disponível no link:

https://selur.org.br/wp-content/uploads/2019/09/ISLU-2019-7.pdf

síntese
Brasil Recicla Só 3,7% dos Resíduos Sólidos
Nome do Artigo
Brasil Recicla Só 3,7% dos Resíduos Sólidos
Descrição
O nível médio de transformação e reciclagem dos resíduos sólidos no Brasil ainda é muito baixo, não passa de 3,7%, segundo aponta o Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (ISLU), edição 2019.
Autor
Empresa
Sistema Nova Ambiental
Marca

Mais Serviços

Coprocessamento de Resíduos

Etapa em que o resíduo é totalmente descaracterizado e misturado junto a outros resíduos com alto poder calorífero (blend)

Incineração de Resíduos

Possuímos um perfeito processo de tratamento de resíduos que envolve a combustão de substâncias orgânicas.

Armazenamento Temporário

Contamos 10.000m² licenciada pela CETESB para Armazenamento Temporário de Resíduos Perigosos e não perigosos
http://unnamed.png data-lazy-srcset=

Validar Certificado

Para validar a autenticidade de um certificado emitido pela Nova Ambiental, preencha o campo abaixo corretamente: