O conceito ESG - sigla em inglês para “environmental, social and governance” - é uma tendência global aplicável às empresas com boas práticas ambientais, sociais e de governança.

Se existe um termo em voga, e cada vez mais presente no centro das discussões estratégicas do meio corporativo, ele atende por ESG.

De fato, o interesse do setor empresarial nesta sigla não é por acaso: o mercado global de ativos ESG – que hoje corresponde a US$ 30 trilhões – deve bater a casa dos US$ 53 trilhões até 2025, segundo levantamento da Bloomberg.

O conceito ESG – sigla em inglês para “environmental, social and governance” – é uma tendência global aplicável às empresas com boas práticas ambientais, sociais e de governança.

Companhias alinhadas com os princípios de sustentabilidade ESG, hoje possuem um diferencial competitivo em seus respectivos mercados e são bem avaliadas por seus consumidores e investidores.

De acordo com a Bloomberg, esses US$53 trilhões de investimentos em ESG representarão um terço do volume total de AUM (ativos sob gestão) em 2025, montante estimado em US$140,5 trilhões.

Hoje, diz o estudo, a Europa responde por metade dos ativos ESG do mundo. Mas, neste ano, foram os Estados Unidos que registraram a mais forte expansão, sendo que os norte-americanos já podem liderar os investimentos ESG a partir de 2022.

ESG no Brasil

Progressivamente, o tema ESG também ganha relevância no país.

O assunto ESG está em plena ascensão no Brasil, mobilizando empresários e investidores em direção a processos mais sustentáveis, além de despertar maior interesse e conscientização da sociedade acerca da relevância do tripé ambiente/social/governança.

No Brasil, somente em 2020 os fundos ESG captaram cerca de R$ 2,5 bilhões, segundo um levantamento realizado pela revista eletrônica de negócios e investimentos Capital Reset, em parceria com a empresa de pesquisa Morningstar.

Já o estudo “A Evolução do ESG no Brasil”, aponta que as discussões sobre ESG nas redes sociais brasileiras aumentaram seis vezes no período entre 2019 e 2020.

Essa pesquisa foi desenvolvida por meio de uma parceria entre a Rede Brasil do Pacto Global da ONU (Organização das Nações Unidas) e a plataforma Stilingue, que é especializada em monitoramento de redes sociais.

O estudo envolveu a análise integrada de mais de 35 milhões de conteúdos digitais e mais de 300 respostas  de empresas membros da Rede Brasil, atuantes em 10 setores da economia.

O trabalho traz detalhes sobre a evolução e o atual cenário ESG no país, o impacto social dos investimentos em empresas e negócios norteados pelo princípio, temas e marcas relacionados ao conceito.

Um dado que atesta o ‘boom’, e a relevância do ESG, é que 84% dos empresários participantes da pesquisa reconheceram que o interesse pelo assunto e os critérios ESG aumentaram em 2020.

Porém, de modo geral as empresas ainda não conseguiram associar, de maneira efetiva, suas marcas às práticas ESG no ambiente digital (internet e redes sociais). O estudo ressalta que, por enquanto, o conteúdo e as discussões sobre ESG presentes na web são em sua maioria produzidos pela imprensa. Ou seja, poucas empresas conseguiram realmente se aproximar de seu público com conteúdo relacionado ao conceito ESG.

Detectou-se ainda que, embora o ESG seja alicerçado em três pilares, a opinião pública brasileira foca na questão ambiental. Por outro lado, as empresas desenvolvem mais projetos e ações de impacto social.

Essa discrepância entre expectativa de internautas e ações implementadas pelas empresas é uma oportunidade a ser explorada pelas organizações com mais contundência, aconselham os realizadores da “A Evolução do ESG no Brasil”.

Os cinco setores mais associados ao termo ESG, segundo a pesquisa, foram: financeiro, óleo e gás, alimentos e bebidas, agronegócio e varejo.

A gestão de resíduos (reciclagem e reaproveitamento de insumos) foi citada por 76% dos consultados pela pesquisa como uma das cinco ações mais presentes nas empresas.

Mais informações: https://conteudos.stilingue.com.br/estudo-a-evolucao-do-esg-no-brasil

Parceira para Ações Ambientais

Claramente, o crescimento e o interesse no movimento ESG sinalizam que empresas nacionais e internacionais estão focando suas ações em investimentos mais sustentáveis, socialmente responsáveis e com efetiva governança corporativa.

A Nova Ambiental é uma companhia paulista especializada em serviços de tratamento de resíduos industriais, remediação de solos contaminados e destinação final, que auxilia empresas de diversos segmentos que buscam aperfeiçoar a sua gestão ambiental.

No que diz respeito ao pilar “ambiental” do ESG, a Nova Ambiental é a escolha certa para sua empresa otimizar processos envolvendo a gestão de resíduos.

A seguir, conheça um pouco mais sobre os nossos serviços ambientais!

Manufatura Reversa

A descaracterização e o desmonte de equipamentos já sem utilidade comercial é uma solução rentável e sustentável para as empresas.

A manufatura reversa permite a reutilização de matérias-primas valiosas no processo fabril – como metais, vidros, plásticos e outros – e, dessa forma, gera dois grandes benefícios: poupança de recursos naturais e economia na compra de novos insumos.

É um procedimento recomendável produtos de informática (monitores, computadores, periféricos, estabilizadores, impressoras e outros), equipamentos de áudio e vídeo, celulares, aerossóis, eletrodomésticos, lâmpadas de LED, peças automotivas e de automação, itens médico-hospitalares e outros produtos descartados pós-uso, com defeitos ou considerados obsoletos.

Coprocessamento de Resíduos Industriais

O coprocessamento é uma tecnologia que agrega uma série de vantagens. Uma delas é o reaproveitamento de resíduos industriais como fonte de energia alternativa (utilizada nas companhias cimenteiras).

Em linhas gerais, o coprocessamento soluciona problemas que afligem as empresas, o acúmulo volumes de resíduos industriais e a ocupação de grandes áreas/espaços.

Incineração de Resíduos

Também conhecida como método térmico de tratamento de resíduos, a incineração é um processo indicado para resíduos Classe I (perigosos) e Classe II (não perigosos).

Inicialmente, esses diferentes tipos materiais/sobras são queimados em temperaturas superiores a 800 graus Celsius e, então, reduzidos a cinzas.

Depois, numa segunda e última etapa – denominada ‘afterburner’ – os gases decorrentes do processo são devidamente tratados. Nesta fase, são misturados a cal hidratada, carvão ativado e depois passam por filtros de manga para serem purificados, antes de serem emitidos à atmosfera, sem causar danos ambientais.

O procedimento da incineração é regulamentado pelas resoluções Nº 316 e Nº 386, do CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente.

Remediação de Áreas Contaminadas

A Nova Ambiental também oferece as melhores soluções para a remoção, remediação ambiental e destinação final ambientalmente adequada de solos contaminados.

Nossas equipes executam essas intervenções com agilidade, profissionalismo, tecnologia e total segurança jurídica.

Voltados para processos como a restauração de áreas degradadas e a obtenção de licenças ambientais, esses serviços atendem demandas de empresas do setor da construção civil (construtoras e incorporadoras), indústrias em geral, empresas das áreas de saúde, educação, turismo e entretenimento, além de outros negócios que requerem soluções para passivos ambientais envolvendo solos.

Consulte a Nova Ambiental!

Telefone – (11) 4144-4655

WhatsApp – (11) 96476-2080

SAC – (11) 4205-8454

YouTube – https://www.youtube.com/channel/UCZ5pxYypf4mWI8PfNLCliqA

Facebook – www.facebook.com/NovaAmbiental/

Instagram – https://www.instagram.com/novaambiental/

 

síntese
ESG: US$53 Trilhões até 2025
Nome do Artigo
ESG: US$53 Trilhões até 2025
Descrição
O conceito ESG - sigla em inglês para “environmental, social and governance” - é uma tendência global aplicável às empresas com boas práticas ambientais, sociais e de governança.
Autor
Empresa
Sistema Nova Ambiental
Marca

Com extremo zêlo, profissionalismo, seriedade e competência, a Nova Ambiental conta com soluções sustentáveis.

Coprocessamento de Resíduos industriais é a etapa em que o resíduo é totalmente descaracterizado e misturado junto a outros resíduos com alto poder calorífero (blend)

Coprocessamento de Resíduos

Etapa em que o resíduo é totalmente descaracterizado e misturado junto a outros resíduos com alto poder calorífero (blend)

Resíduos de Serviços de Saúde (RSS). Realizamos a correta classificação dos resíduos de serviços de saúde RSS, possibilitando a correta manipulação.

Resíduos de Serviços de Saúde (RSS)

Realizamos a correta classificação dos resíduos de serviços de saúde RSS, possibilitando a correta manipulação.

Descaracterização de Resíduos. Realizamos a descaracterização de resíduos anulando os riscos de reutilização de qualquer produto e embalagens.

Descaracterização de Resíduos

Realizamos a descaracterização de resíduos anulando os riscos de reutilização de qualquer produto e embalagens.

Transporte de Resíduos Perigosos com veículos próprios assegurados, rastreados e operando dentro das normas legais ambientais e de trânsito para execução dos serviço de Tratamento de Resíduos

Transporte de Resíduos Perigosos

Veículos próprios assegurados, rastreados e operando dentro das normas legais ambientais e de trânsito para execução dos serviço de Tratamento de Resíduos

Logística Reversa Para Aerossol</a></h2> <p>Descaracterização de embalagens, manufatura reversa.  Infraestrutura moderna e tecnologia para o tratamento e destinação final de embalagens pós-consumo de aerossóis.

Logística Reversa Para Aerossol

Descaracterização de embalagens, manufatura reversa. Infraestrutura e tecnologia para tratamento e destinação final de embalagens pós-consumo de aerossóis.

Incineração de Resíduos. Possuímos um perfeito processo de tratamento de resíduos que envolve a combustão de substâncias orgânicas.

Incineração de Resíduos

Possuímos um perfeito processo de tratamento de resíduos que envolve a combustão de substâncias orgânicas.

Remediação Ambiental, Remoção de Solo Contaminado e Tratamento

Remediação Ambiental e Solo Contaminado

Remediação Para Áreas Contaminadas. Realizamos um minucioso diagnóstico da contaminação. Multitecnologia para no tratamento de solo contaminado.

Contamos com licença da CETESB para Armazenamento Temporário de Resíduos Perigosos e não perigosos

Armazenamento Temporário

Contamos 10.000m² licenciada pela CETESB para Armazenamento Temporário de Resíduos Perigosos e não perigosos

Manufatura Reversa de Eletrônicos Reutilização e o reprocessamento de equipamentos elétricos e eletrônicos descartados ou considerados obsoletos

Manufatura Reversa de Eletrônicos

Reutilização e o reprocessamento de equipamentos elétricos e eletrônicos descartados ou considerados obsoletos

Retorno Fiscal e Dedutibilidade Fiscal  de Produtos Inservíveis e serviços integrados de destinação final de produtos e/ou materiais inservíveis e assessoria fiscal, tributária e ambiental.

Retorno Fiscal de Produtos Inservíveis

Dedutibilidade Fiscal e serviços integrados de destinação final de produtos e/ou materiais inservíveis e assessoria fiscal, tributária e ambiental.

Decisão Judicial Favorável aos Associados FIESP/CIESP Contra Aumento de Impostos/Licenças Ambientais e CADRI

Decisão Judicial Favorável aos Associados FIESP/CIESP Contra Aumento de Impostos/Licença Ambientais e CADRI. Publicado em 04.10.2019, o Decreto Estadual nº 64.512/2019 estabelece novo procedimento de cálculo no Licenciamento Ambiental, trazendo modificações nas fórmulas de cálculo dos preços praticados pela Cetesb para preços de expedição de licenças ambientais e pareceres técnicos afetos ao recebimento de resíduos de interesse e Certificados de movimentação de resíduos de interesse ambiental – CADRI (individual e coletivo), sobre avaliação de Plano de Desativação ou Desmobilização e sobre regularização de parcelamento do solo para fins habitacionais e núcleos habitacionais.