Saúde Pública e a Gestão dos Resíduos de Serviços de Saúde (RSS)

Retorno Fiscal (Proteção Da Marca)

A gestão dos resíduos sólidos é um dos grandes desafios da sociedade moderna. Estudos científicos, lideranças governamentais e especialistas em meio ambiente são unânimes ao afirmar que o manejo adequado de todo o material “inservível” descartado por bilhões de pessoas, em cidades ao redor do globo, vai ajudar a garantir a sustentabilidade do planeta e de seus recursos naturais, bem como a sobrevivência humana.

Devido à sua importância, hoje o tema gerenciamento de resíduos sólidos se posiciona ao lado de questões essenciais como, por exemplo, a universalização do saneamento básico e a preservação dos recursos hídricos.

Neste segmentado setor que é a administração de materiais sólidos descartados, uma das áreas de atuação é a chamada Resíduos de Serviços de Saúde (RSS), que cuida do tratamento de lixo gerado em hospitais, laboratórios de exames, clínicas médicas, consultórios veterinários e outras tantas atividades/serviços que envolvem o atendimento à saúde humana ou animal.

O gerenciamento de RSS é um dos serviços mantenedores da saúde pública e da biossegurança. E por causa das características tóxico-patogênicas dos RSS, as legislações pelo mundo afora exigem que a manipulação desses resíduos seja outorgada a companhias especializadas, capazes de garantir o tratamento seguro e a destinação adequada a tais materiais.    Criada em 2002, a Nova Ambiental é uma empresa brasileira, situada no município de Itapevi (SP), com esse perfil de excelência na oferta de soluções apropriadas para a gestão dos resíduos sólidos. Além de serviços de RSS, a Nova Ambiental também atende demandas empresariais para necessidades como coprocessamento, incineração de resíduos, Remediação Para Áreas Contaminadas, Descaracterização de Resíduos, transporte de resíduos perigosos, armazenamento temporário de resíduos e a classificação de material proveniente de lixo eletrônico, entre outras.

Os tipos de Resíduos de Serviços de Saúde (RSS)

Normas federais – instituídas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e pelo Conselho Nacional de Meio Ambiente (Conama) – classificam os RSS em cinco categorias, de acordo com a sua composição e seu nível de periculosidade.

  •  • Grupo A – resíduos infectantes devido à presença de agentes biológicos
  •  • Grupo B – resíduos químicos (inflamáveis, corrosivos, reativos e tóxicos)
  •  • Grupo C – resíduos radioativos em quantidades superiores aos limites estabelecidos pela Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN)
  •  • Grupo D – resíduos comuns que não oferecem risco biológico, químico ou radiológico (equivalentes aos resíduos domésticos)
  •  • Grupo E – resíduos perfurocortantes (lâminas, agulhas, brocas, vidros)

Fontes: Anvisa (RDC 222/2018) e Conama (Resolução 358/2005)

O Processo de Autoclave

Conforme suas características e fatores de risco, os resíduos provenientes de empresas e agentes do setor de saúde são submetidos a dois processos: autoclave ou incineração. A Nova Ambiental dispõe de “know how” e sofisticada tecnologia para a execução das duas tarefas de tratamento de RSS.

No caso da autoclavagem, a empresa executa o tratamento de RSS especificamente dos subgrupos A1, A4 e do grupo E.

O subgrupo A1 engloba materiais como: culturas e estoques de microrganismos; resíduos de fabricação de produtos biológicos; descarte de vacinas; resíduos de laboratórios de manipulação genética; resíduos resultantes da atenção à saúde de indivíduos ou animais; bolsas transfusionais contendo sangue ou hemocomponentes rejeitadas por contaminação ou por má conservação; e sobras de amostras de laboratório contendo sangue ou líquidos corpóreos.

Já o subgrupo A4 inclui RSS como filtros de ar e gases aspirados, sobras de amostras de laboratório e seus recipientes contendo fezes, urina e secreções, órgãos, tecidos e outros resíduos oriundos de procedimentos cirúrgicos, carcaças, peças anatômicas, vísceras e outros resíduos provenientes de animais e bolsas transfusionais, entre outros materiais.

Por sua vez, os perfurocortantes do grupo E reúnem lâminas de barbear, agulhas, escalpes, ampolas, brocas, limas endodônticas, pontas diamantadas, lâminas de bisturi, lancetas, tubos capilares, micropipetas, espátulas e utensílios de vidro quebrados.

Dentro da autoclave, todos esses componentes residuais são esterilizados por meio do processo de inertização de RSS. Tal método – cuja realização é monitorada pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) – utiliza pressão, temperatura e vapor constantes para a eliminação de elementos nocivos à saúde humana.

Incineração

Outra porção de resíduos produzidos pelos serviços do segmento da saúde necessita ser incinerada, conforme estabelecem as Resoluções Nº 316 e Nº 386, ambas do Conama. Este método de tratamento é indicado para alguns resíduos infectantes e químicos (grupos A2, A5 e B).

Entre os benefícios da incineração – processo térmico que converte RSS em cinzas, gases de combustão e calor – estão a eliminação total de patógenos, a redução de cerca de 90% do resíduo inicial e o controle das emissões atmosféricas.

SAIBA MAIS!

No Brasil, desde o dia 2 de agosto de 2010 os assuntos na esfera dos resíduos são regidos pela lei Nº 12.305 – que instituiu a Política Nacional dos Resíduos Sólidos (PNRS). A legislação elenca e classifica os diferentes tipos de resíduos sólidos quanto à sua composição e grau de risco, atribui responsabilidades aos geradores e ao poder público, lista proibições e dá outras diretrizes.

síntese
Saúde Pública e a Gestão dos Resíduos de Serviços de Saúde
Nome do Artigo
Saúde Pública e a Gestão dos Resíduos de Serviços de Saúde
Descrição
Resíduos de Serviços de Saúde (RSS) cuida do tratamento de lixo gerado em hospitais, laboratórios de exames, clínicas médicas, consultórios veterinários e outras tantas atividades/serviços que envolvem o atendimento à saúde humana ou animal.
Autor
Empresa
Sistema Nova Ambiental
Marca

Com extremo zêlo, profissionalismo, seriedade e competência, a Nova Ambiental conta com soluções sustentáveis.

Coprocessamento de Resíduos industriais é a etapa em que o resíduo é totalmente descaracterizado e misturado junto a outros resíduos com alto poder calorífero (blend)

Coprocessamento de Resíduos

Etapa em que o resíduo é totalmente descaracterizado e misturado junto a outros resíduos com alto poder calorífero (blend)

Resíduos de Serviços de Saúde (RSS). Realizamos a correta classificação dos resíduos de serviços de saúde RSS, possibilitando a correta manipulação.

Resíduos de Serviços de Saúde (RSS)

Realizamos a correta classificação dos resíduos de serviços de saúde RSS, possibilitando a correta manipulação.

Descaracterização de Resíduos. Realizamos a descaracterização de resíduos anulando os riscos de reutilização de qualquer produto e embalagens.

Descaracterização de Resíduos

Realizamos a descaracterização de resíduos anulando os riscos de reutilização de qualquer produto e embalagens.

Transporte de Resíduos Perigosos com veículos próprios assegurados, rastreados e operando dentro das normas legais ambientais e de trânsito para execução dos serviço de Tratamento de Resíduos

Transporte de Resíduos Perigosos

Veículos próprios assegurados, rastreados e operando dentro das normas legais ambientais e de trânsito para execução dos serviço de Tratamento de Resíduos

Incineração de Resíduos. Possuímos um perfeito processo de tratamento de resíduos que envolve a combustão de substâncias orgânicas.

Incineração de Resíduos

Possuímos um perfeito processo de tratamento de resíduos que envolve a combustão de substâncias orgânicas.

Realizamos um minucioso diagnóstico da contaminação, disponibilizamos diversas técnicas de remediações.

Remediação Para Áreas Contaminadas

Remediação Para Áreas Contaminadas. Realizamos um minucioso diagnóstico da contaminação, disponibilizamos diversas técnicas de remediações.)

Contamos com licença da CETESB para Armazenamento Temporário de Resíduos Perigosos e não perigosos

Armazenamento Temporário

Contamos 10.000m² licenciada pela CETESB para Armazenamento Temporário de Resíduos Perigosos e não perigosos

Manufatura Reversa de Eletrônicos Reutilização e o reprocessamento de equipamentos elétricos e eletrônicos descartados ou considerados obsoletos

Manufatura Reversa de Eletrônicos

Reutilização e o reprocessamento de equipamentos elétricos e eletrônicos descartados ou considerados obsoletos

Lixo Importado: Um Problema Global

Lixo Importado: Um Problema Global

Enquanto boa parte da sociedade e das empresas se esforça na busca e no aperfeiçoamento de práticas ambientais sustentáveis, um grave e silencioso problema se alastra pelo mundo: a importação ilegal de lixo. A atividade clandestina desafia leis ambientais e ocorre na...

Coleta Adequada de Amostras dos Resíduos Industriais

Coleta Adequada de Amostras dos Resíduos Industriais

O Tratamento de resíduos e destinação final ambientalmente adequada dos rejeitos industriais é uma obrigação, prevista pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), para todas as empresas geradoras de material residual proveniente de suas atividades fabris. No âmbito dessa grande responsabilidade socioambiental das companhias, é fundamental a precisão durante o processo de coleta de amostras dos resíduos industriais.